ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Gabinete da prefeita

Nova turma da Guarda Municipal inicia curso de formação

Período de instrução corresponde a três meses – 600 horas/aula – e prevê 35 disciplinas teóricas e práticas no conteúdo programático. Grupo é formado por 30 alunos

Por Luiza Meirelles 08-11-2019 | 18:18:33

Em breve, 30 novos guardas municipais vão reforçar a segurança de Pelotas e ampliar o efetivo da instituição com quase três décadas de história que conta, atualmente, com 179 profissionais. Nesta sexta-feira (8), a aula inaugural do curso de formação, sob responsabilidade da Academia de Polícia da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (Acadepol), foi realizada no Paço Municipal com a presença de representantes de forças de segurança, do Judiciário e do Legislativo. O período de instrução corresponde a três meses – 600 horas/aula – e prevê 35 disciplinas teóricas e práticas no conteúdo programático.  

Guarda Municipal atua há 29 anos em Pelotas

Fotos: Gustavo Vara

Os primeiros convocados do concurso público já foram aprovados pela avaliação psicológica e pela análise do histórico e vida pregressa. A partir deste mês, os alunos frequentarão aulas ministradas por instrutores da Acadepol e personalidades ligadas à área da segurança, que compartilharão experiências e conhecimentos relacionados a técnicas operacionais policiais, legislação, noções de inteligência, prevenção de conflitos, defesa pessoal, ética, cidadania, armamento e tiro, direção defensiva, gerenciamento integrado de crises, entre outras temáticas.

Um dia histórico. Assim o momento foi classificado pela prefeita Paula Mascarenhas, que assinalou o orgulho em dar início a esta jornada. Salientou a grandiosidade do “selo Acadepol”, referindo-se a ele como uma garantia de qualidade e segurança para a formação. “Hoje é o passo inicial desta missão que escolheram seguir: a de servir à sociedade. Desejo que se sintam estimulados, perguntem, busquem informações e se qualifiquem porque isso vai fazer toda a diferença para o futuro de vocês”, disse Paula, dirigindo-se à nova turma.

Trabalho integrado e entrosado

A prefeita também atribuiu ao trabalho de homens e mulheres que construíram a história e o legado da Guarda Municipal, ao longo de 29 anos, o interesse de jovens a incorporar à instituição de segurança e também vestirem a “farda azul”, reconhecida e respeitada em Pelotas, de acordo com a gestora. Ela mencionou a importância da corporação para o declínio da violência na cidade – resultado de um trabalho integrado entre órgãos de segurança, subsidiado em uma atuação entrosada e de inteligência, mobilizado pelo Pacto Pelotas pela Paz desde 2017.  

“Os índices criminais, que eram ascendentes no município, estão caindo significativamente. Estamos rompendo paradigmas e construindo um novo modelo de relacionamento, que é reconhecido e vem se tornando inspiração para outras cidades. O Pacto é a prova de que a integração, a união e a disposição em dialogar podem render frutos positivos que, neste caso, são a preservação de vidas, o que impede que famílias sejam dilaceradas pela violência”, enfatizou.  

Paula ressaltou a importância do Município se envolver com o tema segurança pública – apesar de ela ser uma responsabilidade do Estado – e das políticas públicas também estarem voltadas à prevenção da violência, citando projetos do Pacto direcionados ao combate da gravidez precoce, ao fortalecimento de vínculos familiares, à capacitação de jovens ao mercado de trabalho, à ressocialização de apenados, entre outros.

Novo desafio

Daiane Casarin é uma das cinco mulheres integrantes da turma. A aluna compartilhou o sentimento de alegria em dar início a esta nova fase e, também, a uma nova profissão, designada por ela como uma missão.

 “Estudei e me preparei bastante para o concurso. Não esperava estar entre os primeiros convocados, então estou muito orgulhosa e feliz. Espero aprender bastante e poder representar bem a instituição”, afirmou. 

A maioria das aulas será concentrada na 18ª Delegacia de Polícia Regional (DPR), no Areal. Os futuros guardas serão avaliados pelo critério de frequência e pelo desempenho em provas aplicadas durante o curso, entre elas, relacionada à disciplina de armamento e tiro – que seguirá a cartilha da Polícia Federal e implicará na desclassificação do candidato, caso seja reprovado.

A diretora-geral da Acadepol, delegada Elisângela Reghelin, prestigiou a aula inaugural, nesta sexta, e salientou a satisfação da Academia de Polícia ao ser responsável pela formação dos servidores, como já foi por cursos em cidades como Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo e Esteio. “Serão três meses de curso com experiências práticas que se darão de forma integrada, o que vem ao encontro do que já está sendo trabalhado em Pelotas, através do Pacto. Se as estatísticas criminais estão reduzindo, isso não é de graça”, reforçou a delegada.

Fotos: Gustavo Vara

O secretário de Segurança Pública, Aldo Bruno Ferreira Chiattone, ao dar as boas-vindas aos alunos, valorizou o trabalho dos guardas municipais e mencionou que os ingressantes receberão uma instituição renovada, citando a recente aquisição de novas viaturas, fardamentos e equipamentos. A aula também foi marcada por uma palestra do diretor executivo do Instituto Cidade Segura, Alberto Koppitke, que abordou a visão moderna de segurança pública por trás do Pacto Pelotas pela Paz – baseada, principalmente, em evidências científicas e em cases de sucesso de outras localidades.  

Tags

guarda municipal, segurança, pacto pelotas pela paz, acadepol, curso de formação, concurso

Carregando 0%