ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Desenvolvimento Rural

Pelotas participa de discussões sobre Inspeção Sanitária Regional

Avançam os debates e as tratativas para criação de um consórcio entre municípios

Por Tânia Magalhães 11-01-2022 | 15:45:11

A criação de um consórcio de inspeção sanitária, entre grupos de municípios da região, foi pauta aprofundada na reunião virtual convocada pela Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) na manhã desta terça-feira (11). A Prefeitura de Pelotas, que já tem o Sistema de Inspeção Municipal (SIM) estruturado junto à Secretaria de Desenvolvimento Rural, participou dos debates.

Proposta foi aprofundada em reunião virtual - Fotos: Divulgação/SDR
“Inspeção de produtos de origem animal é uma das pautas mais relevantes para todos os municípios do Estado. No entanto, montar uma estrutura adequada demanda custos elevados. A proposta do consórcio possibilitaria a atividade compartilhada, com grupos de municípios menores, que evitaria a contratação de profissionais para o trabalho”, explica o secretário de Desenvolvimento Rural de Pelotas, Jair Seidel.

O debate sobre o modelo de consórcio, cuja ideia de projeto inicial foi lançada na Expofeira do ano passado, está avançando e ganhando forma. Seidel comenta que já existem exemplos bem-sucedidos em outras regiões do país, e que o sistema privilegia o coletivo.

Pelotas esteve representada na reunião pelo profissional do SIM, Telmo Lena, que reúne experiência e apresentou a contribuição local para a proposta. O encontro foi convocado pelo presidente da Azonasul, prefeito de Canguçu, Vinícius Pegoraro, voltado a prefeitos da região interessados, titulares do Consórcio Público do Extremo Sul, secretários municipais de Agricultura, e técnicos e responsáveis pela inspeção sanitária nos municípios.

Vantagens do consórcio

Entre as vantagens do consórcio de inspeção sanitária estão a redução de custos operacionais, legislação única em uma região, maior segurança alimentar para a população, estímulo ao produtor para sair da informalidade, geração de emprego e renda, e aumento na arrecadação dos municípios. 

A abrangência proposta e debatida para o consórcio atinge a
livre comercialização pela região contemplada, a possibilidade de equivalência ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA) e a comercialização nacional.

Tags

consórcio, inspeção municipal, produtos de origem animal

Carregando 0%