ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Pacto Pelotas pela Paz

Programa de prevenção à violência do Pacto é exemplo para cidades gaúchas

‘ACT – Criando Crianças em Ambientes Seguros’ foi apresentado em Dom Pedrito e em Santana do Livramento, a convite dos gestores municipais que também desejam apostar nesta área

Por Luiza Meirelles 12-02-2020 | 17:21:45

Os resultados significativos gerados pelo programa do Pacto Pelotas pela Paz, ‘ACT – Criando Crianças em Ambientes Seguros’– metodologia socioemocional criada pela Associação Americana de Psicologia, implantada como política pública de forma inédita em Pelotas – tem chamado a atenção de outras cidades do estado. Na última semana, a coordenadora da iniciativa, Alicéia Ceciliano, apresentou técnicas e benefícios do programa, voltado ao fortalecimento de vínculos familiares, para os prefeitos e demais servidores de Dom Pedrito e Santana do Livramento.  

+ Programa que prepara famílias para educarem sem violência torna-se política pública

+ Pacto pela Paz: programa para educar sem violência alcançará mais 200 famílias

+ ACT alerta sobre influência dos meios eletrônicos na infância

Foto: Divulgação

Depoimentos de pais e mães participantes também colaboraram para assinalar os reflexos positivos da metodologia nos lares pelotenses – desde sua implantação, em 2018, o programa chegou a 330 famílias. Em Dom Pedrito, onde existe uma agenda de combate à violência voltada a reduzir a criminalidade, a curto, médio e longo prazo, o ACT foi apresentado como uma aposta para prevenir a violência a partir da consolidação dos laços afetivos, do diálogo e de relações mais saudáveis, a fim de reverter e evitar episódios de violência.

De acordo com o prefeito Mário Augusto, o próximo passo para o município é formar uma equipe de profissionais locais para colocar o programa em prática nas instituições de ensino da cidade. 

Em Santana do Livramento, Alicéia palestrou, nesta quarta-feira (12), para cerca de 300 professores, demais profissionais da educação e a prefeita Mari Machado. Além de apresentar o ACT, ela também falou acerca do papel da aprendizagem significativa na Educação Infantil.

Pelotas representada em Washington  

No final de março, a coordenadora embarca rumo a Washington, nos Estados Unidos, para participar do Seminário Internacional de ACT, na Associação Americana de Psicologia, a convite da psicóloga brasileira Júlia da Silva – idealizadora do programa. O objetivo é apresentar o andamento e resultados da metodologia em Pelotas, considerando que ela é a única a adotar o sistema em unidades de Saúde, Educação e Assistência Social da rede pública.

Neste ano, as atividades do ACT serão retomadas em março, quando mais dez facilitadores serão habilitados para aplicar o método. Os grupos nos bairros iniciam em abril e a expectativa é de que mais 300 famílias sejam alcançadas neste ano.  

O que é o ACT?

Durante nove semanas, o programa utiliza-se de discussões e dinâmicas para elucidar maneiras de reagir de forma positiva às dificuldades emocionais e sentimentos aversivos das crianças. A ideia é preparar mães, pais e cuidadores para se relacionarem de forma mais saudável com as crianças e construírem ambientes mais seguros e livres da violência. Ele foi introduzido em Pelotas a partir do Estudo Piá, fruto da parceria entre a Prefeitura e o Centro de Epidemiologia da Universidade Federal de Pelotas.  

Tags

pacto pelotas pela paz, act, educação, prevenção à violência

Carregando 0%